Localização
Carro americano e Carro de Cesto na Rua do Pombal. Início do século XX. Fotografia Museu Vicentes

Feguesia do Monte

A Freguesia do Monte (designada na altura por Nossa Senhora do Monte) era um dos sítios mais encantadores dos arredores da cidade, situada a 600 metros sobre o nível do mar, era ponto obrigatório de excursão da maior parte dos visitantes do Funchal. Existiam alguns hotéis, onde muitos nacionais e estrangeiros residiam habitualmente, desfrutando de serviços de restaurante relativamente baixos.

Para tornar mais rápida e económica a visita, os proprietários dos hotéis do Monte tinham um serviço bem montado e combinado com as diferentes empresas de transportes.

Eram vendidos bilhetes perto dos “vapores” que combinavam um serviço de ida e volta com almoço ou lanche, entre o Funchal e o Monte. Assim os turistas percorriam a cidade no carro americano que tinha um percurso entre a Praça da Constituição (frente ao Golden) e o Caminho do Comboio. Chegando ao Caminho do Comboio subiam no Comboio até ao Monte onde lhes era oferecido o almoço. A vinda para o Funchal era realizada pelo Comboio ou pelos carros de cesto, que desciam até ao início da subida do Comboio.

Este circuito era feito num dia, de manhã subir e descer depois do almoço ou lanche e seguiam viagem, dado que se tratavam de barcos em escala para a América ou cruzeiros de então.

Depois de meados do século XX, ficou apenas confinado ao Monte e por isso passou a se designar de carro de cestos do Monte, mas de princípio, chamavam-se de Carro de Vimes.

confrontacao

Área: 1860 ha
Perímetro: 24.788 m
Confrontação: (1) São Roque; (2) Santa Maria Maior; (3) Imaculado Coração de Maria; (4) Santa Luzia