IV Monte do Imperador

 In Atividades

No passado domingo 31 de março, decorreu a IV edição do “Monte do Imperador”, um evento que celebra a passagem do último imperador do Império austro-húngaro pela ilha da Madeira, e que viveu os seus últimos dias na Quinta que hoje é chamada de Quinta Jardins do Imperador, e no qual ocorreu o evento.

Um evento organizado pela Junta de Freguesia do Monte, que tem vindo a crescer, e que conta também com o apoio das várias instituições da freguesia (Casa do Povo do Monte, Clube Desportivo Infante, Colégio Infante D. Henrique, Grupo Folclórico “MonteVerde”, Associação de Teatro Amador do Livramento, Carreiros do Monte) para além destes ainda contou com o apoio da Secretaria Regional da Agricultura e Pescas, Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, Secretaria Regional do Turismo e Cultura, comissão Madeira 600 anos, Secretaria Regional da Educação, divisão de educação artística, e a presença da associação Cultural “Lírios do Norte”.

As portas da Quinta Jardins do Imperador abriram gratuitamente ao público, pelas 10h00. Para além de ter podido desfrutar livremente dos espaços da quinta, pôde-se também usufruir de passeios a cavalo e caroça, passeios de rede, apreciar a exposição de trabalhos feitos pelos alunos da pré-escola e primeiro ciclo das escolas da freguesia sobre o Imperador D. Carlos de Áustria e a sua família, sentar-se nos carros de cesto, e apreciar os trabalhos de bordadeiras, do tanoeiro e do pintor. Várias eram as profissões representadas alusivas à época em que o Imperador D. Carlos viveu na freguesia do Monte. Existia também um espaço de alimentação, com iguarias e doçarias da época com os bolos e os licores típicos, sandes de porco no espeto, entre outros, que o visitante pôde se deliciar.

Neste evento pretendeu-se que o visitante viajasse para o ano de 1922 ( ano que o imperador faleceu a 1 de abril, estando os seus resto mortais na Igreja de Nossa Senhora do Monte) e usufruísse de toda esta atmosfera vivida na época.

Na parte da manhã, constaram momentos do programa como a actuação do grupo de Folclore “Monte Verde”, e da associação “Lírios do Norte.
O momento alto do evento acontece com o cortejo, em que estão representadas a família imperial, acompanhada pela burguesia da época. O cortejo fez-se desde a Junta de Freguesia do Monte, passando pelo Largo da Fonte (percurso que o Imperador D. Carlos, quando ali viveu, frequentemente fazia para sua ida diária até a Igreja de Nossa Senhora do Monte, onde assistia à missa), e seguindo para a Quinta Jardins do Imperador, através da entrada pelo portão Sul.
Após a sua chegada, foi possível assistir ao concerto da centenária Banda Musical do Funchal “Artistas Funchalenses”, com temas do saudoso Max.
Para finalizar assistiu-se a uma dramatização da história do Imperador Beato D. Carlos I, pelo grupo de teatro “Bolo do Caco”.

Nas fotos alguns dos principais momentos vividos, neste dia de muita emoção, e particular importância para a história e cultura da nossa freguesia.

Recent Posts

Leave a Comment